Como fazer um projeto estrutural de concreto armado?

Para elaborar um bom projeto estrutural, seja ele de qualquer porte e tipo de utilização, o projetista estrutural precisa dispor de várias informações antes que seja iniciado o lançamento da estrutura.

Caso não se tenha informações sobre o terreno, como: perfil topográfico, composição do solo e níveis dos terrenos vizinhos, não é possível definir qual o tipo de fundação e estruturas de contenção. O tipo de fundação influencia diretamente na forma de lançamento da estrutura. 

Informações essenciais para um projeto estrutural

Muitas dessas informações interferem inclusive no valor do projeto à ser cobrado. Veja as principais informações que precisam ser reunidas para iniciar:

Projeto Arquitetônico

Antes de iniciar o projeto estrutural é necessário ter em mãos o projeto arquitetônico da edificação. A partir do projeto arquitetônico serão realizados todos os demais projetos complementares, sendo eles, projeto estrutural, projeto elétrico, projeto hidráulico e outros.

Geralmente o projetista estrutural recebe o projeto arquitetônico já aprovado pela prefeitura e condomínios no caso de residências, portanto dificilmente serão aceitos adaptações no projeto arquitetônico devido a estrutura. Recomendamos que busquem trabalhar próximos aos arquitetos para que a arquitetura já contemple as soluções estruturais, a fim de evitar transtornos.

Dados do Terreno 

Os dados do terreno são de extrema importância para o lançamento da estrutura, mais especificamente a sondagem do terreno e o levantamento topográfico.

Os elementos de fundação podem ser divididos em rasas (direta) e profundas. As rasas são aquelas onde a carga é transmitida predominantemente para o terreno através da base do elemento de fundação, que podem ser sapatas, blocos de fundação ou radiers. 

Enquanto as fundações profundas transmitem os carregamentos por sua superfície lateral (resistência de fuste) e por sua base (resistência de ponta). Para fundações profundas podem ser empregados estacas metálicas, de concreto armado pré-moldado ou in-loco e tubulões. 

Sondagem do Terreno

Em muitos casos, principalmente nas edificações de pequeno porte, tem-se a cultura de que não é necessário contar com os dados da sondagem de terreno, porém com a sondagem já se faz o dimensionamento correto dos elementos de fundações, evitando alterações que irão ocasionar tempo perdido e custo a mais.

Levantamento Topográfico

O levantamento topográfico é imprescindível no caso de terrenos acidentados, pois permite que seja definido o tipo de contenção a ser utilizado.

De acordo com tipo de solo e a altura da contenção, os tipos de contenção podem ser gabiões, parede-diafragma, parede atirantada, solo armado, muro de arrimo, cortina de estacas ou cortina com tirantes. 

Solução Estrutural

A solução estrutural depende muito dos materiais e mão-de-obra disponíveis na região onde será executado o projeto estrutural. Portanto, não adianta adotar um sistema onde o responsável não encontrará materiais a disposição. 

Os clientes em muitos casos também possuem uma preferência quanto ao tipo de estrutura a ser adotada. Neste caso cabe ao projetista estrutural mostrar ao cliente as vantagens e desvantagens de cada um deles.

O uso de concreto armado no Brasil

Inventado na Europa no século XIX, o concreto armado é muito utilizado no Brasil pela facilidade de obtenção dos materiais que compõem a estrutura e o custo mais baixo em relação a outros tipos de estrutura.  Existem ainda projetos estruturais elaborados com elementos metálicos, madeira e alvenaria estrutural. 

Normas técnicas segundo a ABNT

O projeto estrutural deve atender a norma vigente e ter a maior quantidade de informação possível, facilitando a execução e leitura do projeto.

A norma vigente para estruturas de concreto armado é a NBR 6118:2014 e a norma de desempenho é a NBR15.575.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *